+55 11 3041 5135

Aeroporto mais digital terá menos interação física

O uso mais intenso de sistemas eletrônicos na rotina dos órgãos federais que atuam nos aeroportos brasileiros passou a compor a estratégia do governo para ajudar o setor a sair da crise. O Ministério da Infraestrutura prepara o lançamento de duas novas plataformas para reduzir em 80% o tempo médio de processamento de cargas aéreas e automatizar a triagem de passageiros, por meio de tecnologia de reconhecimento facial, para que não haja qualquer interação física. A ineficiência no despacho de cargas aéreas pôde ser sentida pelo próprio governo quando começou a trazer grande quantidade de insumos hospitalares da China para enfrentar a crise sanitária provocada pelo novo coronavírus. De acordo com levantamento, a liberação de carga importada no aeroporto de Guarulhos (SP) leva seis dias. A meta é reduzir para um dia e meio. A substituição de documentos em papel por protocolos digitais pela Receita, Polícia Federal e autoridades de vigilância sanitária brasileiras deve permitir o processamento das informações sobre a carga do pouso em solo, com o mínimo de três horas de antecedência, prevê o secretário nacional de aviação civil, Ronei Glanzmann. – https://valor.globo.com/brasil/noticia/2020/07/24/aeroporto-mais-digital-tera-menos-interacao-fisica.ghtml